domingo, 5 de outubro de 2008

Afogado?

Por acaso eu dei uma passada de olhos agora no arquivo do blog (santo blog!), e notei que a minha freqüência de postagens caiu vertiginosamente, estacando milagrosamente na faixa média de duas postagens por mês. Se eu não fosse eu, fosse outra pessoa qualquer, era capaz de largar tudo de mão e mandar pra puta que pariu este espaço aqui, mas como eu tenho a extrema sorte de ser eu mesmo, não outra pessoa, então eu agüento, por que eu amo a escrita, e este espaço foi uma das melhores coisas que já me aconteceram no sentido de me fazer crescer, ficando atrás somente da vez em que eu aprendi a ler na primeira série.
Acho que já comentei com vocês, há muito tempo, quando eu ainda não tinha pegado o jeito da escrita e escrevia sobre qualquer coisa (ainda escrevo sobre qualquer coisa, mas posso me dar o direito de esquecer a modéstia e afirmar que hoje eu o faço com melhor gingado), que todo mundo faria bem em escrever. Exercita os neurônios sedentários e os faz ficarem fortões, cheios de ligações, com uma acentuada resistência ao Alzheimer e às novelas do doze. Mas o pessoal não gosta muito, decerto por que pra escrever o cara tem que ter certo gosto pela leitura e assemelhados, e como todos nós sabemos, leitura é coisa de quem não trepa, não come chocolate nem escuta música.
E por falar em ignorância, foram hoje as eleições. Eu ainda não voto (já falei que eu sou sortudo?), então pude dormir até mais tarde, sem precisar ir de manhã votar. Se votasse eu poderia ir de tarde, mas não gosto de deixar nada pra última hora. Vou me abster de comentar algo sobre política, com certeza descambaria para uma lamúria pessimista (ou realista) ao extremo. Lá fora já tocam foguetórios os candidatos eleitos.

Já ta terminando o ano. Não preciso de muita nota, então estou tranqüilo agora no terceiro trimestre. Estou cada vez lendo mais, mesmo tendo cada vez menos tempo. É tão bom olhar para a minha estante e ver a pilha dos candidatos a leitura que eu tenho... E esses são do bem, independente de quem eu escolher, ele não vai roubar nem mutretear durante o mandato.

Enfim, hoje o post é só uma bolha para que vocês saibam que embora esteja há bastante tempo encoberto pela água das tarefas diárias, eu ainda respiro aqui embaixo... E também serve pra mostrar que eu ainda consigo fazer posts não-fumados.

Entonces, um abraço!

7 comentários:

Gabriela disse...

O.o Se eu tivesse pelo menos metade da sua facilidade em escrever eu já estaria feliz

De qualquer jeito, parabéns! Seus posts são perfeitos! E quanto a falta de atualização... bem, pelo menos você posta! =P

Antônio disse...

Teus leitores e amigos agradecem. Se eu for no ensaio amanhã, quero te propor um negócio. Não me deixa esquecer...

Abraço!

Kari disse...

Ei... Nada disso que ler é pra quem não come chocolate em... Adoro ler comendo brigadeiro!!!! Quer dizer... Brigadeiro ou uma barra de chocolate vai bem com tudo!!!!!

Ô guri, eu sempre gostei do que escreves, mesmo quando tu reclama que não ficou legal. Gosto do jeito que tu conta as coisas e da forma como tu encaras a vida. E gosto de ler esse teu bloguinho... Não abandona não, mesmo que só apareça de vez em quando...

Ah! Foi a minha primeira vez como eleitora e, quer saber? Não gostei, não estava preparada e acho ridículo isso de obrigatório...

Um beijão pra tu e até a volta...

Késia Maximiano disse...

Assino em baixo no q a Kari disse! ahahah
Bjs

Frodo disse...

Rá, rá, rá!... Mesmo problema aconteceu comigo, Marquinhos. Se eu não fosse eu, certamente já teria chutado o balde do Frodoblog... Mas voltei, e, respondendo às suas perguntas... Sim, é claro que vai rolar aquele exemplar autografado! Assim que sair da editora eu te aviso. valeu, Marquinhos!...
Grd abraço.

JADER disse...

Oi Bolha!
Que bom que consegues escrever de vez em quando... meu blog está meio parado, mas prometo que vou reanimá-lo com um desfibrilador.

Abraço!

Kari disse...

Já que já comentei, vim apenas te deixar um beijo!

BEIJÃO PRA TU GURI!!!!!